Encontros Formativos

A partir de práticas fundamentadas em percepções africanas, afrodiaspóricas e originárias.

4.png
 

Conexões Afro-originária: ferramentas para o processo de ensino e aprendizagem

Com intuito de construir coletivamente uma educação emancipadora, que respeite e possibilite as diversas formas de existir, elaboramos a I Encontro Formativo MAAT Educação - Conexões Afro-originária: ferramentas para o processo de ensino e aprendizagem. Neste sentido, buscamos socializar práticas, referenciais teóricos formativos e documentação pedagógica a partir da ancestralidade africana, alinhadas ao que determina a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e leis 10.639/03 e 11.645/08.

Conexões Maat

Conexão, arte, ancestralidade e união.

EsNlgxyXMAUbzYo.jpg

Prof Renato Noguera

 

Professor de Filosofia do Departamento de Educação e Sociedade, do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Atua como Pesquisador do Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (LEAFRO) e do Laboratório Práxis Filosófica de Análise e Produção de Recursos Didáticos e Paradidáticos para o Ensino de Filosofia da UFRRJ. É autor do livro que virou série "Nana e Nilo".

WhatsApp Image 2021-07-30 at 10.11.18.jpeg

Kiusam Regina de Oliveira 

Mestra em Psicologia e Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo ( USP). Atua como professora há mais de 25 anos, tendo dedicado grande parte deste período à Educação Especial e à formação de profissionais de Educação no município de Diadema/SP, implantando a lei 10.639/03 e ocupando funções de gestão pública. Desenvolveu também, ao longo de anos, atividades formativas para educadores e profissionais de todas as áreas juntamente às instituições públicas e privadas, com temáticas relacionadas à diversidade de gêneros, questões étnico-raciais. Escritora premiada (PROAC, ONU) - é autora de "O Mundo no Black Power de Tayó" "Omo-oba: Histórias de Princesas", "O Mar que Banha a Ilha de Goré" e "O Black Power de Akin". Ativista do Movimento Negro Unificado (MNU) desde 1980. Artista multimídia. Iyalorixá.

WhatsApp Image 2021-07-30 at 10.36.23.jpeg

Sandra Benites 

Antropóloga, arte-educadora e artesã. Natural da etnia Guarani Nhandewa, da aldeia de Porto Lindo, no Mato Grosso do Sul é Doutoranda em Antropologia Social pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Como curadora adjunta do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), Benites procura utilizar a arte como ponte entre os povos indígenas brasileiros e as populações de outras origens.

 

Experiências

Resgate e experimentação artística e intelectual.

WhatsApp Image 2021-07-29 at 20.14.21.jpeg

Sankofa e Teko Porã

Um resgate ancestral para o bem viver

Experiência multissensorial voltada para crianças e famílias que irão construir ideogramas adinkras a partir de técnicas manuais criadas pelos nossos ancestrais. Nessa imersão que ocorrerá de forma online, as crianças junto dos adultos do seu eixo familiar vão aprender sobre a origem dos símbolos adinkras, seus significados, entender sua conexão com o bem viver, como também produzi-los em forma de carimbos com materiais básicos de dentro de casa.